Bisfenol A

O bisfenol A é um disruptor endócrino que mimetiza os hormônios do organismo e pode causar efeitos negativos sobre a saúde.

Ele é utilizado para “enrijecer” o plástico policarbonato transparente, que é usado em uma ampla variedade de produtos de consumo, incluindo garrafas de água e mamadeiras.

Entretanto, existem inúmeros estudos alertando sobre a preocupação quanto ao que esta substância pode liberar no organismo, como foi o caso da Endocrine Society que, em 2009, divulgou comunicado científico expressando preocupação com a exposição humana corrente ao BPA. Um ano antes, o relatório do NTP (Programa Toxicológico Nacional) dos EUA já havia demonstrado que havia alguns riscos quanto ao consumo, expressando “alguma preocupação por efeitos sobre o cérebro, comportamento e glândula próstata em fetos, bebês e crianças”, com menor preocupação com o efeito sobre glândulas mamárias a mortalidade.

Os riscos que o BPA pode causar à saúde vêm sendo motivo de debate, já que muitos estudos demonstram que o BPA é um xenoestrógeno, ou seja, ele confunde os receptores celulares no organismo e se comporta de forma parecida à dos estrógenos naturais. Por este motivo, o BPA é considerado um disruptor endócrino (DE).

Essas substâncias, de maneira geral, desequilibram o sistema endócrino, modificando o sistema hormonal. Os efeitos do BPA no organismo podem causar aborto, anomalias e tumores do trato reprodutivo, câncer de mama e de próstata, déficit de atenção, de memória visual e motor, diabetes, diminuição da qualidade e quantidade de esperma em adultos, endometriose, fibromas uterinos, gestação ectópica (fora da cavidade uterina), hiperatividade, infertilidade, modificações do desenvolvimento de órgãos sexuais internos, obesidade, precocidade sexual, doenças cardíacas e síndrome dos ovários policísticos.

Portanto preste muita atenção na garrafinha de água que você guarda para consumir “mais tarde”, pois quando exposto ao sol, o plástico solta dois compostos químicos: o antimônio (substância cancerígena) e o bisfenol A.

No Brasil, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia tenta há algum tempo fazer com que seja proibido o uso desse disruptor endócrino em produtos nacionais. E a entidade já teve algum sucesso, pois, desde 2012, as mamadeiras fabricadas no país ou importadas não podem conter essa substância, conforme a resolução RDC n° 41, de setembro de 2011.

Decisão semelhante tomaram outros países, como Dinamarca, alguns países da União Europeia e alguns estados dos EUA e o Canadá, precursores desse movimento. Agora, a SBEM busca fazer com que essa resolução também inclua brinquedos (o BPA é especialmente agressivo para crianças de 0 a 12 meses, porque o sistema endócrino delas ainda está em formação) e embalagens de alimentos.

Mas você não precisa se desesperar: é só ficar atento ao tipo de plástico que você está levando para a sua casa. Fique atento aos símbolos de reciclagem 3 (PVC) e 7 (PC) nas embalagens, pois podem conter BPA.

Sempre que possível, dê preferência a recipientes de vidro. Quando for usar mamadeiras, dê preferência às que contenham no rótulo o “BPA free” ou utilize as de vidro. Jamais esquente ou leve ao freezer bebidas e alimentos acondicionados no plástico. O BPA é liberado em maiores quantidades quando o plástico é aquecido ou resfriado.

Descarte utensílios de plástico lascados ou arranhados. Não utilize detergentes fortes, esponjas de aço ou máquina de lavar louça para lavar recipientes de plásticos.

Sempre que possível, opte pelo vidro, porcelana e aço inoxidável na hora de armazenar bebidas e alimentos e, por fim, evite o consumo de alimentos e bebidas enlatadas, pois o bisfenol é utilizado como resina epóxi no revestimento interno das latas.

Beijos

Publicado por

Dra. Priscilla Machado Arruda

Priscilla Machado Arruda Médica | Endocrinologia | Nutrologia Medicina Preventiva e Integrativa. Qualidade de vida. 📪 pri_fmachado@yahoo.com.br I 👻 pricambs 🌍 Tianguá - CE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s