Dieta Low Carb!

As dietas low carb são utilizadas há décadas e nos últimos anos entraram novamente na moda e parece que agora estão ganhando uma boa aceitação.

Elas também não são novas. A dieta de Atkins foi a primeira dieta low carb a ganhar popularidade, mas a primeira publicação desta dieta foi feita por William Banting em 1863!

 

Como o nome indica, esta dieta baixa a ingestão de carboidratos e aumenta as proteínas e gorduras.

A ciência também comprova que uma dieta low carb tem vários benefícios: ajuda a emagrecer, baixa os triglicerídeos, melhora a glicemia e baixa a pressão arterial.

Aqui estão as versões mais populares desta dieta:

Dieta Low Carb Normal

Frango Piri Piri com Brocolis

A dieta low carb não tem uma definição fixa. É chamada de low carb porque restringe os carboidratos, mas a interpretação da restrição pode variar muito.

Este tipo de dieta tem menos carboidratos e mais proteína que uma alimentação convencional.

Os principais alimentos desta dieta são as carnes, peixe, ovos, vegetais, frutas, nozes e sementes.Os alimentos eliminados ou minimizados são os grãos, batatas, bebidas e alimentos açucarados. Os alimentos feitos à base de grãos incluem o pão, macarrão, bolos, etc. A ingestão de carboidratos recomendada depende dos objetivos e da preferência da pessoa.

Dieta LCHF

Café da Manhã da Dieta Low Carb

A dieta LCHF (low carb high fat) significa comer menos carboidratos e mais gordura. É uma dieta low carb normal, com uma ênfase maior em comer produtos inteiros e pouco processados.

O LCHF tornou-se muito popular na Suécia e outros países nórdicos. O principal foco está em carnes, peixe, marisco, ovos, gorduras saudáveis, vegetais, produtos lácteos, nozes e frutos silvestres.

A ingestão de carboidratos desta dieta está entre 20 a 100 gramas de carboidratos por dia. Podemos considerar o LCHF como uma mistura da dieta paleo e cetogênica.

Dieta Paleo Low Carb

Ingredientes da Dieta Paleo

A palavra paleo está muito na moda e com boa razão. A dieta paleo low carb envolve comer alimentos não processados que estavam disponíveis na era paleolítica ou antes da revolução industrial.

A dieta paleo não tem como objetivo ser baixa em carboidratos, mas quando é aplicada corretamente a ingestão de carboidratos baixa consideravelmente.

Os alimentos da dieta paleo incluem as carnes, peixe, marisco, ovos, vegetais, frutas, tubérculos, nozes e sementes. Uma dieta paleo elimina os alimentos processados, açúcar adicionado, grãos, legumes e produtos lácteos.

Dieta de Atkins

Comer Mais Alimentos Ricos em Proteínas

A dieta de Atkins é a dieta low carb mais conhecida. Nesta dieta o foco está em reduzir os alimentos ricos em carboidratos e comer a quantidade de proteína e gordura que desejar.

A dieta do Dr. Atkins tem 4 fases:

  • Fase 1 – Indução: Comer menos de 20 gramas de carboidratos por dia durante 2 semanas.
  • Fase 2 – Perda de peso continuada: Adicionar lentamente nozes, vegetais e frutas com poucos carboidratos.
  • Fase 3 – Pré-manutenção: Quando chegar perto do peso ideal comece a adicionar carboidratos até a perda de peso desacelerar.
  • Fase 4 – Manutenção: Pode comer os carboidratos saudáveis que quiser desde mantenha o peso.

A dieta de Atkins foi demonizada durante décadas, mas a ciência moderna mostrou que é segura e efetiva.

Dieta Mediterrânea Low Carb

Salmão Rico em Proteínas e Omega 3

A dieta mediterrânea é popular, especialmente nos círculos de profissionais de saúde na Europa.

Esta dieta envolve selecionar alimentos que eram consumidos nos países mediterrâneos no início do século XX. A seleção dos alimentos muda conforme os diferentes países e tradições ao longo do mar Mediterrâneo.

Uma dieta mediterrânea low carb é a dieta mediterrânea com restrições na ingestão de alimentos ricos em carboidratos como os grãos.

É similar a uma dieta low carb convencional, mas tem duas modificações importantes. Enfatiza o consumo de peixe gordo em vez da carne vermelha e enfatiza o consumo de azeite de oliva extra virgem em vez das gorduras da manteiga.

Um aspecto importante é que a dieta mediterrânea é que não é só uma dieta. Um nome mais correto seria o estilo de vida mediterrâneo. Uma vida mediterrânea tem vários hábitos saudáveis: dormir cedo e levantar cedo, o exercício da caminhada e do cultivo dos próprios vegetais, uma vida social com amizades e laços familiares fortes. Tudo isso num lugar com ar fresco e sem estresse. O mesmo também acontece com a dieta paleo e a vida primal.

Dieta Cetogênica

Bife de Vaca com Muita Gordura

A dieta cetogênica  tem muito poucos carboidratos e muita gordura.

O objetivo desta dieta é manter os carboidratos tão baixos para o metabolismo entrar em cetose. Durante a cetose os níveis de insulina baixam e são liberados ácidos graxos armazenados no tecido adiposo.

Estes ácidos graxos são transportados para o fígado, onde são transformados em corpos cetônicos. Os corpos cetônicos são moléculas solúveis em água que podem ser utilizados como fonte energética no tecido muscular e no cérebro.

Em vez de utilizar carboidratos como fonte energética, o cérebro começa a queimar corpos cetônicos e glicose produzida pela gliconeogênese. Nesta situação o corpo está literalmente queimando gordura.

A versão clássica da dieta cetogênica também restringe a ingestão de proteínas, porque a proteína em excesso reduz a produção de corpos cetônicos.

A dieta cetogênica é utilizada para tratar epilepsia em crianças e pode beneficiar outros problemas neurológicos e metabólicos como a diabetes tipo 2. Esta redução extrema da ingestão de carboidratos e proteínas mantém os níveis de insulina muito baixos e permite recuperar a sensibilidade à insulina.

Esta dieta também é utilizada para emagrecer e alguns fisiculturistas utilizam durante curtos períodos na fase de definição. Manter este tipo de dieta por longos períodos diminui os níveis de testosterona e não é fácil a nível psicológico.

Uma dieta cetogênica rica em proteínas causa uma grande redução do apetite o que torna o processo mais fácil.

Qual É a Melhor Dieta Low Carb?

Ovos no Café da Manhã

Se você está à procura de uma dieta low carb, escolha aquela que se adapte mais facilmente ao seu estilo de vida, gostos alimentares e objetivos de saúde.

O que funciona para uma pessoa não funciona para outra. A melhor dieta para você é aquela que consegue seguir sem desistir.

Lembre-se do último parágrafo da explicação da dieta mediterrânea. Para ter saúde é preciso uma vida saudável… Não é só a alimentação.

Qual é a sua experiência com a dieta low carb?

Beijos.

Publicado por

Dra. Priscilla Machado Arruda

Priscilla Machado Arruda Médica | Endocrinologia | Nutrologia Medicina Preventiva e Integrativa. Qualidade de vida. 📪 pri_fmachado@yahoo.com.br I 👻 pricambs 🌍 Tianguá - CE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s