Vamos começar a falar de hormônios?

melatonSe você é um pouquinho mais antenado deve estar pensando: lá vem ela falar dos benefícios da melatonina para quem tem problemas com sono!

Mas dessa vez você errou!

Sim, a melatonina ajuda muito (muito mesmo) quem tem problemas de insônia, desde os casos mais leves atá os mais graves e também auxilia muito para aquelas pessoas que tem má qualidade de sono. Mas ela tem outros benefícios, que no meu ponto de vista são muito importantes tanto quanto o sono! E é sobre eles que quero falar um pouquinho aqui.

Ela é um hormônio secretado principalmente pela glândula pineal, produzido na escuridão e suprimido pela luz. Sua produção está diretamente ligada à presença da luz, ocorrendo no momento em que a luz incide na retina, fazendo com que o nervo óptico e as demais conexões neuronais levem até a glândula pineal essas informações. Por isso, para indução da sua melatonina a nível de hipófise é preciso estar em um quarto escuro e silencioso! O período em que ocorre sua formação compreende entre às 2h e 3h da manhã, em um ritmo de vida normal.

mensagens245

Uma das suas principais funções é modular o ritmo circadiano do nosso relógio biológico (reduz a temperatura corporal e controla o ciclo dormer/acordar).

Sem a melatonina, a qualidade do nosso sono decai drasticamente, e nós não atingimos o estado de sono profundo, o que impede a secreção de hormônios importantes como o HGH, a insulina e principalmente, a leptina que trabalha com a nossa saciedade. No que isso tudo acarreta? O indivíduo não dorme direito, não descansa, não fortalece sua imunidade, não queima gordura e não ganha músculos, além de perder a memória mais facilmente e ficar com uma fome incontrolável. Essa condição clínica é chamada Melatopausa.

Os níveis de melatonina declinam com a idade, à partir dos 15 anos de idade numa media de 10 a 15% a cada década!!!

Receptores para melatonina tem sido demonstrados em praticamente todas as células e tecidos, por isso ela tem ganhado tanta importância nesses ultimos tempos.

fb3f56418cc579ba013d1ade87979e63     melatonina

Condições clínicas em que o uso de melatonina foi capaz de produzir melhora, recuperação ou cura :

  • Menopausa
  •  Andropausa
  • Tireoideopatias
  • Sistema imunologico
  • Colite ulcerativa Gastrite crônica Osteoporose Hipertensão
  • Hiperglicemia Diabetes Hiperlipidemia Hipercolesterolemia
  • Síndrome Metabólica
  • Trombocitopenia
Linfopenia
Atrofia da medula óssea
Imunodepressão induzida por vírus ou bactérias
  • Tecido Adiposo: A Melatonina é capaz de elevar a síntese de Glucagon e potenciar o seu efeito lipolítico, constituindo-se em um importante adjuvante no tratamento da obesidade. Além disso é capaz de modular a sensibilidade do receptor de Leptina, e, por conseguinte, reduzir sobremaneira o apetite e elevar o gasto calorico. Outro fator importante que a melatonina auxilia no tratamento da obesidade é que pore la ter receptors gástricos, é capaz de reduzir a necessidade de ingestão de alimentos em indivíduos obesos com hiperleptinemia e aumento da resistência à leptina 
 e é capaz de aumentar a percepção da necessidade de ingerir alimentos em indivíduos portadores de anorexia nervosa .
  • Envelhecimento : Aumento da quantidade e qualidade de vida em estudos com ratos; modulador do processo do envelhecimento através de ações nos sistemas anti-oxidante e imunológico; prolongou a sobrevida de ratos de 21,8(70y.o.) para 30,8(105y.o.) meses, preservando sua jovialidade  (Fonte: Dilman VM, Increase in the lifespan of rats following polypeptide pineal extract Exp Pathol 1979;17:539-45.78.
Pierpaoli W, Regelson W. Pineal control of aging: effect of melatonin and pineal grafting on aging mice. Porc Natl Acad Sci USA 1994;91:787-91)

A dúvida que surge na cabeça de todo mundo que l^algum texto defendendo que a melatonina é muito boa é sempre a mesma e não se assuste se isso estivesse também passando pela sua cabeça:

“Por que então os médicos não a estão prescrevendo ???”

E como sempre, as respostas são tão simples e óbvias que nem sequer pensamos nessas possibilidades:

  • Porque não se pode obter patente; porque imita com exatidão a fisiologia; porque é natural endógena; porque a maioria absoluta das pessoas desconhece; porque a maioria absoluta dos médicos e profissionais da saúde desconhece; porque a maioria absoluta das pessoas desconhece; porque não se pode obter patente dela aqui no Brasil e então não há interesse da indústria farmacêutica produzir, porque ela funciona e isso também gera um desgosto com a indústria.

É necessário procurar um médico que seja capaz de te ajudar com essa orientação e prescrição, visto que a automedicação pode trazer sim problemas mais sérios. Para vocês terem uma idéia, a dose de melatonina varia de 50mcg até 30mg.

Se você tem indicação de fazer uso da melatonina, siga essas orientações para se beneficiar mais dessa modulação:

  • Tomar 15 a 30 minutos antes de dormir
  • Ambiente totalmente escuro e silencioso
  • 
Início da ação – 20 a 30 minutos
  • Duração média de 4h – deep sleep
  • Reduzir a dose se tonturas ou cefaléia ao acordar

Espero ter ajudado um pouco! E não percam que durante essa semana vou falar sobre vários hormônios!

Publicado por

Dra. Priscilla Machado Arruda

Priscilla Machado Arruda Médica | Endocrinologia | Nutrologia Medicina Preventiva e Integrativa. Qualidade de vida. 📪 pri_fmachado@yahoo.com.br I 👻 pricambs 🌍 Tianguá - CE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s