Tudo rápido demais!

Assim como o hipotireoidismo, o hiper é mais incidente em mulheres de 20 a 40 anos, mas também não exclui outros gêneros e idades. 
 
Em contrapartida, esta disfunção é causada pelo excesso de produção de T3 e T4, que afetam o nosso corpo de tal modo que, se não tratado, pode causar doenças ainda mais graves que afetam o coração e os ossos.
 
Seus principais sintomas são sensação frequente de calor e aumento da transpiração, fraqueza muscular, mãos trêmulas, batimentos cardíacos acelerados, cansaço e fadiga, excesso de perda de peso, diarreia e evacuações frequentes, além de irregularidade na menstruação e no humor.
 
As principais causas para que o hipertireoidismo ocorra são, normalmente, a Doença de Graves, ingestão excessiva de iodo, inflamação na tireoide devido a infecções, tumores não cancerígenos ou nos testículos e ovários, ou super dosagem de hormônio da tireoide. 
 
Nestes casos, se torna imprescindível a busca por um endocrinologista que possa auxiliar no tratamento, visto que a doença requer atenção contínua, dependendo da sua gravidade.

Publicado por

Dra. Priscilla Machado Arruda

Priscilla Machado Arruda Médica | Endocrinologia | Nutrologia Medicina Preventiva e Integrativa. Qualidade de vida. 📪 pri_fmachado@yahoo.com.br I 👻 pricambs 🌍 Tianguá - CE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s